• Área do aluno
  • Entre em contato conosco:

    (11) 2275-6424 / 5594-2821 | (11) 96312-0706

O Despertar da Deusa Interior

Os mitos, para a Psicologia Analítica, podem ser entendidos como expressões arquetípicas do inconsciente coletivo, que corresponde às camadas mais profundas da psique, comuns a toda humanidade, como tão bem definido por C. G. Jung. Na mitologia grega, os arquétipos das Deusas Gregas representam poderosas forças inconscientes, as quais atuam nos seres humanos, influenciando o que fazem e o modo como se relacionam no mundo.


Portanto, conhecê-las nos oferece a possibilidade de iniciar um caminho de percepção de nós mesmos, propiciando a compreensão da maneira como nos relacionamos com homens e mulheres, com pais, filhos e namorados.

Consulte Condição de Pagamento
Fechar

Conteúdo bloco condicao-de-pagamento.

 

A ponte que liga o mito à Psicologia Analítica é a possibilidade de compreender o movimento da psique; nesse sentido, os mitos são manifestações psíquicas que representam a essência de nossa alma e, como referência, nos ajudam a tentar conhecer o mistério da natureza humana. São revelações originais da psique inconsciente e formas simbólicas, as quais, metaforicamente, revelam a nossa natureza. Por meio da sua linguagem simbólica, os mitos enaltecem as virtudes, condenam os maus comportamentos, ensinam, orientam e exemplificam; logo, estudá-los favorece a compreensão do ser humano e, portanto, de si mesmo.

Os mitos, em toda a história da humanidade, foram expressões utilizadas por todos os povos, para explicar os mistérios da vida; podem trazer respostas às inquietações humanas e transcendem a narrativa de sua época histórica; por conseguinte, podem ser reiterados e alcançam a perpetuação e a atemporalidade que lhes são peculiares.

Ao estudarmos os mitos gregos, por meio dos arquétipos das Deusas Gregas, nós nos identificamos com uma delas e percebemos como somos influenciados por esses arquétipos, que direcionam nossas escolhas das mais simples até as mais fundamentais, em nossos relacionamentos, tenhamos ou não consciência – e esta é uma das melhores formas de entrar em contato com o nosso mundo interno.

 

OBJETIVO:

Conhecer a história das Deusas Gregas, tais como: Hera (a protetora das uniões legítimas), Atena (a sabedoria), Artêmis (a senhora das fronteiras), Afrodite (as faces do amor), Perséfone e Deméter (mãe e filha), que irão despertar em nós essas energias que nos guiam na nossa jornada interna, possibilitando a escolha de caminhos, os quais poderão dar novos rumos às nossas vidas. Já que somos buscadores, construímos pontes para a expressão de nossa alma.

 

METODOLOGIA:

Aula teórica com poderosa vivência

 

FACILITADORA: SOCORRO DO PRADO

Psicóloga com Pós-Graduação em Psicoterapia Analítica Junguiana pelo IJBA, Licenciada em Letras Vernáculas pela UCSAL e Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP.

 

 

1.       Apresentação dos doze principais Deuses do Olimpo

 

1.1. As Deusas Gregas:

 

1.1.1 Atena

 

1.1.2 Hera

 

1.1.3  Deméter

 

1.1.4  Perséfone

 

1.1.5  Ártemis

 

1.1.6  Afrodite

 

2.       O encontro da Deusa Pessoal

 

3.       O desafio

 

3.1.  Atena

 

3.2. Hera

 

3.3. Deméter

 

3.4. Ártemis

 

3.5. Afrodite

 

4.       A sombra das Deusas

 

 

Dia: Em breve novas turmas.

 

Às aulas presenciais acontecem na sede do Instituto Freedom:  

Rua Luis Góis, nº 1205 - 1º andar em São Paulo, Vila Mariana (Próximo ao metrô Santa Cruz).

avaliação do curso

compartilhe o curso

 
Fechar